Estudo Bíblico Online - a Palavra de Deus é viva!

O sofrimento do desterro: Reformas

"Mesmo que as serras mudem de lugar, ou que as montanhas balancem, meu amor para contigo nunca vai mudar, minha aliança perfeita nunca há de vacilar – diz o Senhor, o teu apaixonado."

Por Dimar Luiz dia em Artigos visitas: 583

O sofrimento do desterro: Reformas

Diante da infidelidade de Israel Deus poderia romper sua parte na aliança, mas não o fez. Deus não se esqueceu de sua promessa: “acaso uma mulher esquece o seu neném, ou o amor ao filho de suas entranhas?... Mesmo que as serras mudem de lugar, ou que as montanhas balancem, meu amor para contigo nunca vai mudar, minha aliança perfeita nunca há de vacilar – diz o Senhor, o teu apaixonado” (Is 49,15; 54,10). Deus ofereceu ao povo a chance de voltar ao primeiro amor.

- Em 716-687, o rei Ezequias, junto com Isaías e Miquéias, promoveram a 1ª reforma, convidando o povo a retornar ao autêntico javismo.

- Em 621 o rei Josias e o profeta Jeremias promoveram uma segunda reforma, tendo como base o livro da lei encontrado no templo.

Houve resultados, mas inconstantes. Deus continua chamado e atraindo para si o povo, mas o povo continua se afastando de seu Deus:

“Quando Israel era ainda criança eu o amava, do Egito chamei o meu filho. Quanto mais, porém, eu os chamava, mais de mim eles se afastavam. Sacrificavam vítimas aos Baals, queimavam sacrifícios a seus ídolos. Sim, fui eu quem ensinou Efraim a andar, segurando-o pela mão. Só que eles não percebiam que era eu quem deles cuidava. Eu os lacei com laços de amizade, eu os amarrei com cordas de amor; fazia com eles como quem pega uma criança ao colo e traz até junto ao rosto. Para dar-lhes de comer eu me abaixava até eles” (Os 11,1-4).

Compartilhe esse post: